Você que se interessa pela Rodada de Negócios, porém ainda não possui uma empresa aberta, não se preocupe! Vamos te explicar os detalhes de como abrir um MEI como opção para formalizar seu trabalho como um(a) organizador(a) de Rodada de Negócios.

Então, como funciona o MEI para organizador ou promotor de eventos?

O MEI (Microempreendedor Individual) é permitido para profissionais que atuam com eventos. Os profissionais possuem como foco, desde eventos de comemorações até a famosa rodada de negócios, entretanto o profissional precisa seguir alguns critérios para se formalizar, dentre eles, o faturamento máximo anual de até R$ 81.000,00 (valor em 2021). A expectativa é que o Projeto de Lei 108/2021 seja aprovado e, consequentemente teremos aumento deste limite anual, entre outras mudanças.

Portanto, é necessário cadastrar o código CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas). Consiste em um código composto por 7 dígitos que vai identificar qual a atividade econômica poderá ser exercida pelo microempreendedor.

Por exemplo, o código CNAE de um promotor de evento é o 8230-0/01 e as atividades que esse profissional pode desenvolver são:

  • Organização de festas infantis;
  • A organização, produção e promoção de encontros e congressos;
  • Organização, produção e promoção de eventos, exceto culturais e esportivos;
  • A organização, produção e promoção de feiras e exposições;
  • Organização de parque de leilão de gado;
  • Gestão de parque para feiras agropecuárias;
  • A gestão de espaço para exposição para uso de terceiros;
  • A organização de festas e eventos, familiares ou não, inclusive festas de formatura.

Mas, atenção! As atividades abaixo não são permitidas:

  • Serviços de alimentação para eventos e recepções – bufê;
  • Casas de festas e eventos;
  • Organização, produção e promoção de eventos culturais ou esportivos.

Conheça agora alguns dos benefícios em se tornar um organizador de rodada de negócios:

  • Autoridade
  • Visibilidade
  • Networking
  • Excelente faturamento
  • Demanda crescente pós-pandemia

Mas como funciona para abrir um MEI? Quais são os impostos? É o que vamos descobrir agora!

Como abrir um MEI?

É bem rápido, simples e sem burocracia, sendo assim, você precisará dos seguintes documentos:

  • Título de eleitor
  • RG
  • CPF
  • Endereço residencial e comercial
  • Número de telefone
  • Endereço de e-mail

Também pode ser realizado virtualmente, confira o passo a passo:

  1. Acesse o Portal do Empreendedor.
  2. Clique em “Quero ser MEI” e, em seguida, em “Formalize-se”.
  3. Crie uma conta “gov.br” ou acesse com o seu CPF, caso já tenha.
  4. Siga as instruções em tela. Nessa etapa, serão solicitados os seus dados pessoais, tais como número de RG e CPF, número da declaração do Imposto de Renda, endereço residencial e telefone de contato.
  5. Defina as atividades que serão exercidas, o nome fantasia da sua empresa e informe o local de trabalho.
  6. Confira todos os dados informados, preencha as declarações solicitadas e finalize a sua inscrição.

Impostos

Segundo o site Contabilizei, mensalmente deve ser realizado o pagamento de alguns tributos conforme a lei vigente de 2021.

DAS, Documento de Arrecadação do Simples Nacional, é uma guia que deve ser paga até o dia 20 de cada mês. Nela estão inseridos os impostos de responsabilidade do Microempreendedor Individual, principalmente:

  • R$ 5,00 de ISS, para prestadores de serviço.
  • R$ 1,00 de ICMS, para comércio e indústria.
  • 5% do valor do salário mínimo para INSS todas as empresas da categoria.

Quanto aos valores, no ano de 2021, a DAS MEI aponta recolhimento, conforme abaixo:

  • Para comércio ou indústria: R$ 56,00, sendo R$ 55,00 do INSS + R$ 1,00 do ICMS.
  • Prestadores de serviços: R$ 60,00, sendo R$ 55,00 do INSS + R$ 5,00 de ISS.
  • Já para comércio e serviços: R$ 61,00, sendo R$ 55,00 do INSS + R$ 1,00 do ICMS + R$ 5,00 de ISS.

Esses valores oferecem alguns direitos básicos, por exemplo: aposentadoria por idade/tempo de contribuição.

Conheça outros pontos importantes para salientar: MEI não permite sociedade e, atualmente é possível contratar até um funcionário.

O processo de encerramento do MEI também é simples.

Viu como abrir um MEI é fácil?

Então se você deseja organizar uma rodada de negócios, porém não possui empresa, talvez abrir um MEI seja uma opção rápida e sem burocracia. Consulte um contador para tirar suas dúvidas.

Por fim, com o CNPJ você poderá: emitir notas fiscais, contratar outras empresas (locação de espaço, serviço de buffets), firmar contratos com patrocinadores, etc.

Certamente, no futuro, visando a expansão dos seus negócios, você pode avaliar a migração de MEI para microempresa (ME) mantendo o mesmo CNPJ.

Já está pensando em organizar seu evento? Leia nosso artigo sobre Encontro de negócios: como organizar sua própria rodada de negócios.

Bons negócios!

Leave a Reply

Your email address will not be published.